Arquivos do Blog

Não é pornô… É HBO!

true-blood-record-ratings-04Quem assiste ou já assistiu alguma série da HBO, sabe: as cenas de sexo são quentes, muito quentes. É tão quente que se os seus pais passarem enquanto você estiver assistindo, você vai ficar constrangido e querer se justificar dizendo que é uma série. Pensando nisso o diretor Alberto Belli bolou um vídeo engraçadinho para zoar a emissora: “Não é pornô… É HBO.”

No vídeo, vários atores contam para seus amigos e familiares que conseguiram seu primeiro grande papel na TV e descrevem as cenas que vão fazer. Todos estrelarão cenas de sexo e conforme descrevem as cenas (que nós já vimos de fato em “True Blood”, “Game of Thrones”, “Girls” e “Boardwalk Empire”) as pessoas vão ficando chocadas: “Você vai fazer um pornô!”. É aí que os atores iniciantes explicam: “Não é pornô… É HBO” e todo mundo fica feliz rsrsrs.

Infelizmente, o vídeo não tem legenda em português 😦

Anúncios

Conheça “Girls”, a nova série da HBO

A nova aposta da HBO não é nenhuma superprodução da idade média ou sobrenatural. Em abril, o canal vai estreiar “Girls”, série criada e estrelada por Lena Dunham, que narra os problemas de três amigas de vinte e poucos anos tentando sobreviver em NY.

Lena é Hanna, uma escritora que é eternamente tratada como estagiária em uma editora no SoHo. Suas companheiras são Jessa (Jemima Kirke), uma artista que trabalha como professora, e Marnie (Allison Willians), uma assistente em um escritório de relações públicas. Leia o resto deste post

Fotos de ‘How To Make It In America’ ajudam a dar o tom cool da série

Em “How To Make It In America”, a série mais cool da HBO (se você ainda não viu, corre lá porque é ótima e são só oito episódios), as passagens de cena são feitas com fotos de personagens da série e de Nova York. As imagens são muito legais e ajudam a compor o clima cool e meio informal da Nova York retratada no programa.

Elas são feitas por um fotógrafo de Belgrado, na Sérvia, chamado Boogie. Ele começou sua carreira registrando a guerra civil em seu país durante os anos 90. Em 1998, ele se mudou para NY e se tornou especialista em retratar um lado menos glamuroso da Big Apple. De lá pra cá, Boogie visitou outras grandes cidades- entre elas Salvador e São Paulo- sempre focado em mostrar uma realidade mais cruel desses lugares e já teve suas fotos publicadas em revistas como “Time”, “Rolling Stone” e no jornal “The New York Times”. Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: