“Rio”: uma história divertida de descobertas em um cenário lindo

E não é que se passaram três meses desde o meu último post? Eu não tinha noção de que era isso tudo, mas a vida anda difícil e falta tempo. Prometo me esforçar e escrever mais.

A minha volta tem motivo: uma ararinha-azul meio nerd muito fofa. Recentemente, por causa do trabalho, eu pude conferir a estreia de “Rio”, a nova animação do diretor brasileiro Carlos Sandanha (pra quem não lembrou, ele é o cara por trás da trilogia “Era do Gelo”). Como toda carioca e brasileira, fui com aquele medinho de ver na tela um monte de clichês. Mas que bela surpresa eu tive, “Rio” é um filme encantador.

O longa conta a história de Blu (personagem de Jesse Eisenberg), uma arara-azul meio nerd que cresceu em Minessota porque foi contrabandeado do Brasil quando ainda era um baby. Por causa disso, ele não aprendeu a voar, é supermimado e não sabe conviver com a natureza. Porém, Blu é o último macho da espécie e sua dona fica sabendo que no Rio de Janeiro há uma fêmea e que juntos eles podem salvar a espécie da extinção. Muito contrariado, Blu vem ao Rio conhecer Jade. Só que os dois são roubados por contrabandistas e a confusão começa. Enquanto tudo que Jade quer é liberdade, Blu só pensa em reencontrar sua dona e voltar para Minessota. As ararinhas  até conseguem escapar dos bandidos brasileiros, mas estão presas uma a outra por uma corrente e para seguirem seus destinos precisam se livrar dela.

Preso a Jade, Blu é obrigado a lidar com tudo aquilo que passou sua vida inteira ignorando. Jesse Eisenberg faz um trabalho brilhante como um Blu nerd e humanizado que se recusa a se enxergar como uma ave. É fácil se identificar com o personagem que é cheio de manias e medos. Ao longo do caminho, ele redescobre seu país de origem ao mesmo tempo em que se redescobre.

Já a Jade de Anne Hathaway é uma arara solitária que gosta de bancar a durona. Ela não consegue entender por exemplo, o carinho de Blu por sua dona e o desespero dele em tentar reencontrá-la. Os dois vão aprendendo um com outro que eles podem mudar e conhecer novos lugares e sentimentos. Entre todas as aventuras do filme há também espaço para uma certa tristeza, uma melancolia até, quando perbecemos como é difícil  saber que algo em nossas vidas poderia ter sido de um jeito mas não foi.

Com “Rio”, Saldanha traz às telas um personagem cheio de alma que cativa e surpreende. A história de Blu tem muito da de Saldanha (ele mora nos EUA há 20 anos), mas é fácil se identificar com o personagem.

O Rio mostrado no filme é um meio-termo de olhar estrangeiro com olhar nativo que, acredito, não desagradará nem aaos cariocas nem aos outros espectadores. Com humor, Saldanha retrata e faz crítica a alguns dos problemas da cidade. O carnaval faz parte da trama, quase como um personagem, e por isso tem destaque. Carlos faz algumas mudanças apenas como recurso narrativo e não na tentativa de criar um Rio apenas “para gringo ver”. E daí que no longa é preciso passar pelo Sambódromo para chegar ao aeroporto?  Faz sentido para a história.

Os cenários criados para os filmes são lindos e a riqueza nos detalhes chama atenção. O único ponto, digamos, negativo é que na primeira tentativa do estúdio Blue Skye de trabalhar com personagens humanos alguns tenham saído com praticamente a mesma cara. Mas nada que comprometa o filme.

“Rio” é engraçado e apaixonante. Uma história de redescobertas muito bem contada que tem de brinde o Rio como cenário.

Anúncios

Sobre Tati Regadas

Jornalista, viciada em séries e cultura pop.

Publicado em 28/03/2011, em cinema, filme, Não categorizado e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Poxa, Tati! Esse texto fez é aumentar minha vontade de assistir ao filme.
    Confesso que estava com um pé atrás com medo de terem retratado um Rio diferente, o Rio segundo a visão dos gringos, mas se você como carioca aprovou, quem sou eu para desaprovar? 😛

  2. oi gostei muito eu tinha uma tarefa sobre o rio e a jane e me ajudou muito

    obrigadooo….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: